Sucessão digital: rede social permite que usuários definam seus herdeiros virtuais

 

Recentemente, o Facebook anunciou que um bilhão de pessoas de todo o mundo acessa a rede social todos os dias. Oito em cada dez brasileiros conectados estão presentes no site de relacionamentos criado pelo norte-americano Mark Zuckerberg. Tamanha audiência faz gerar alguns questionamentos quanto às políticas de uso da plataforma. É comum, a seus usuários, receber notificações de aniversário de gente já falecida. Isso ocorre porque os perfis permanecem ativos após a morte, o que pode causar constrangimentos aos familiares e àqueles mais próximos ao finado.

 

O que pouca gente sabe é que já é possível designar um administrador digital para o pós-morte. É o chamado legacy contact, que nada mais é que a pessoa responsável por gerir o perfil do usuário falecido. Desta forma, a página se transforma numa espécie de memorial, em que o gestor pode fixar um post descritivo, alterar as fotos de perfil e de capa e aceitar novos pedidos de amizade.

 

Ainda há a possibilidade de solicitar a desativação automática da conta após o óbito, atendida mediante comunicação e apresentação de documento comprobatório por parte de parentes, amigos ou responsáveis legais.

 

Da mesma forma que é nomeado um inventariante para gerir o patrimônio real do morto, poderá ser nomeado um administrador para gerir o perfil do morto. A escolha só poderá recair sobre algum amigo da rede social. O “legacy contact” como é chamado o inventariante do mundo digital poderá ser alterado até a morte, porem, após a morte a pessoa escolhida não poderá transferir para outro sua função.

 

Fonte: www.ibdfam.org.br - 17/08/2016

Please reload

Recentes

June 2, 2020

January 23, 2020

Please reload

Arquivo

Please reload

Siga no Facebook

  • Grey Facebook Icon

©2016 por De Camargo & Amaral.