Cobrança excessiva de metas gera indenização por danos morais na Justiça do Trabalho

November 23, 2016

 

Essa é uma decisão que tem sido reiterada no judiciário trabalhista.

A cobrança excessiva para que sejam atingidas metas no trabalho configuram assédio moral ao empregado e é passível de indenização por danos morais, principalmente quando feitas através de palavras de baixo calão ou sob ameaça de demissão.

 

No processo nº 0000737-87.2012.5.01.0241, o qual tramitou perante o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, ficou decidido via acórdão, uma indenização por danos morais na monta de quase R$ 20.000,00, a empregado que era obrigado constantemente por seu empregador a atingir metas de venda, sob pena de ser demitido.

 

O respeitável julgador do processo esclareceu que o empregador deve zelar pela saúde no ambiente de trabalho e higidez mental de seus empregados, sendo que as condutas adotadas por este, configuravam assédio moral, lesando o psicológico do trabalhador e ainda caracterizando abuso de direito.

 

Empregado, fique atento, pois a situação é mais corriqueira do que se imagina.

Empregador por sua vez, zele por um ambiente de trabalho sadio, respeitando seus empregados e não correndo riscos de penalização perante a justiça trabalhista.

Please reload

Recentes

June 2, 2020

January 23, 2020

Please reload

Arquivo

Please reload

Siga no Facebook

  • Grey Facebook Icon

©2016 por De Camargo & Amaral.